08/06/2021 às 10h14min - Atualizada em 08/06/2021 às 10h14min

Em Piranhas, mulher de 32 anos é vítima de tentativa de homicídio

Vítima é reeducanda do sistema prisional e está em liberdade com uso de tornozeleira eletrônica. Patrícia Silva De Morais foi alvejada com três tiros de arma de fogo e precisou ser transferida para uma unidade de saúde em Goiânia.

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Reprodução)
Patrícia Silva De Morais, de 32 anos, foi vítima de uma tentativa de homicídio na madrugada desta terça-feira (8/06), em Piranhas. De acordo com boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), a mulher – que é reeducanda do sistema penitenciário e, atualmente, usa tornozeleira eletrônica – foi alvejada com três tiros de arma de fogo e precisou ser encaminhada para uma unidade de saúde em Goiânia para tratar um ferimento grave em uma das pernas.
 
Conforme informações colhidas pela PM no local do crime, Patrícia e, pelo menos, outras três pessoas estavam em uma casa localizada na Rua Aymoré, no Setor Sudoeste, quando, por volta das 4h da manhã, dois homens arrebentaram a porta da sala da residência e perguntaram se a vítima estava presente. Após isso, os indivíduos foram até um quarto onde a mulher se encontrava, atiraram várias vezes contra ela e fugiram em um carro, tomando rumo desconhecido até o momento.
 
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e, depois de prestar os primeiros socorros, comunicou a Polícia sobre o fato e conduziu a vítima até o Hospital Municipal Cristo Redentor.
 
Ainda segundo a PM, a equipe médica que prestou os primeiros atendimentos à Patrícia informou que seu estado de saúde era bom, mas que seria necessária transferência para um hospital em Goiânia para tratar uma lesão em ossos da perna esquerda que foi atingida durante o tiroteio.
 
Os policiais que atenderam a ocorrência ouviram os indivíduos que presenciaram a ação criminosa na tentativa de identificar os autores, porém, ambos disseram que não conseguem identificar ninguém pelo fato deles estarem encapuzados.
 
No local do crime, a autoridade policial recolheu 4 projeteis deflagrados, sendo 2, aparentemente, de calibre 38 e outros 2 de calibre 22.
 
Em contato com a PM, a reportagem do Tribuna Piranhense foi informada que ainda não é possível saber qual foi a motivação da tentativa de homicídio contra Patrícia Silva De Morais, mas que o caso já está sendo investigado pela Delegacia da Polícia Civil de Piranhas, sob o comando do delegado Igor Dalmy Moreira.

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp