09/06/2021 às 17h43min - Atualizada em 09/06/2021 às 17h43min

Estado de Goiás começa distribuir 40 mil cobertores aos municípios

Ação, coordenada pela OVG, em parceria com o Gabinete de Políticas Sociais, vai beneficiar todas as 246 cidades goianas ao longo do mês de junho

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Divulgação/Secom-GO)
O Governo Estadual, por meio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), começou a distribuição de 40 mil cobertores novos para os municípios. A ação beneficia pessoas em situação de vulnerabilidade social, principalmente crianças e idosos, de todas as cidades goianas. As peças são da Campanha Aquecendo Vidas 2021, fruto de um investimento do Governo Estadual de mais de R$ 1,3 milhão.
 
Por conta da pandemia do novo coronavírus, a entrega dos cobertores para os municípios é feita na capital, no Ginásio Goiânia Arena. Para evitar aglomerações, as retiradas ocorrem de forma organizada e com agendamento prévio. Até agora, já foram entregues mais de 10 mil cobertores para 89 municípios do Estado. A previsão é de que todos os 246 municípios goianos recebam a doação até o dia 30 de junho.
 
 A OVG e o GPS também já entregaram 1.026 cobertores novos para pessoas em situação de rua e refugiados venezuelanos, em Goiânia, além de moradores de comunidades Kalunga dos municípios de Cavalcante e Monte Alegre de Goiás, na região Norte de Goiás. Nos últimos três anos, o Governo de Goiás empregou R$ 3,7 milhões na compra de 130 mil novos cobertores.
 
Madrinha da Campanha Aquecendo Vidas, a presidente de honra da OVG e coordenadora do GPS, Gracinha Caiado, reforça que a iniciativa segue recomendação do governador Ronaldo Caiado, que tem dado exemplo de rapidez e firmeza na formulação de políticas públicas que abrangem a população em extrema situação de vulnerabilidade social, em Goiás.
 
“Sabemos da situação de vulnerabilidade que temos no nosso Estado e o quanto o cobertor será útil para cada família que irá recebê-lo. Também sabemos que muitos municípios, de pequeno porte, não teriam condições de adquirir cobertores, e que crianças e idosos sofreriam com as madrugadas frias. Ao fazermos essas entregas, sentimos que o Estado está mais próximo de quem precisa”, declara Gracinha Caiado.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp