28/07/2021 às 15h28min - Atualizada em 28/07/2021 às 15h28min

Em Piranhas, Polícia Civil investiga suposto caso de assédio sexual de idoso contra adolescente de 16 anos

Tia da vítima procurou a PM afirmando que a sobrinha teria sido agarrada e beijada à força por um homem de 74 anos. Caso corre sob segredo de Justiça, segundo delegado

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Reprodução/Ilustrativa)
Uma investigação da Polícia Civil, conduzida pelo delegado Igor Dalmy Moreira, apura uma suposta prática de assédio sexual contra uma adolescente de 16 anos que teria ocorrido em Piranhas. Segundo uma denúncia, apresentada inicialmente à Polícia Militar (PM), a vítima foi agarrada e beijada à força por um comerciante de 74 anos, no último sábado (24/07).
 
De acordo com a autoridade policial, foi a tia da jovem quem acionou a PM, informando que a sobrinha é vendedora de cucas (espécie de pão com recheio doce) e que, quando ela passou por um bar na área central da cidade de Piranhas e ofereceu os itens ao proprietário, foi segurada logo depois de entrar no estabelecimento.
 
A vítima afirmou que tentou se soltar para fugir do idoso. No entanto, ela disse que relata que foi segurada com mais força e beijada no rosto.
 
Ainda conforme informações da PM, a adolescente afirmou que ficou muito nervosa diante da situação e que gritou por socorro, porém, segundo ela, não havia ninguém por perto. Ao conseguir escapar, a jovem saiu correndo e entrou em contato com seus familiares que foram ao seu encontro.
 
Em conversa com nossa reportagem, o delegado Igor Dalmy Moreira relatou que não houve prisão em flagrante e que o caso corre sob segredo de Justiça. “Os envolvidos serão ouvidos e será tentado um exame de corpo de delito para averiguar a veracidade do relato da vítima”, explicou.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp