30/07/2021 às 11h54min - Atualizada em 30/07/2021 às 11h54min

Em Piranhas, Semad e Instituto Espinhaço apresentam resultados do primeiro lote do Juntos pelo Araguaia

Programa tem o objetivo de recuperar os 2.600 quilômetros de extensão do Araguaia nos estados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará. Somente na região de Piranhas, os investimentos são da ordem de R$ 7 milhões

Tribuna Piranhense - com informações da Semad
Jotta Oliveira
(Foto: Divulgação/Semad)
A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad), em parceria com o Instituto Espinhaço, apresentou, na última quarta-feira (28/07), os resultados da implementação do lote demonstrativo do projeto Juntos pelo Araguaia, instalado no município de Piranhas. No encontro, que também marcou as comemorações ao Dia do Agricultor, foram divulgadas as ações de recomposição da vegetação do bioma Cerrado na região, em conjunto com as atividades de recuperação da bacia hidrográfica do Rio Araguaia.
 
O Juntos pelo Araguaia integra as políticas públicas destinadas ao fortalecimento da agricultura sustentável, com o foco na proteção das nascentes e afluentes do Rio Araguaia. Seu objetivo é recuperar os 2.600 quilômetros de extensão do Araguaia nos estados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará.
 
Os investimentos para a etapa do Juntos pelo Araguaia na região de Piranhas são da ordem de R$ 7 milhões, recursos doados pela empresa Anglo American. A fase executiva do projeto foi iniciada em dezembro de 2020, evento que contou com as presenças dos governadores de Goiás, Ronaldo Caiado; de Mato Grosso, Mauro Mendes, além do ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), Rogério Marinho. 
 
Ao apresentar os resultados da implantação do primeiro lote do projeto em Piranhas, o presidente do Instituto Espinhaço, Luiz Cláudio Oliveira, enfatizou que a parceria com a União, governos de Goiás e Mato Grosso, prefeitura e, principalmente, com os produtores rurais, representa grande parte do sucesso do programa. “Hoje os homenageados são os produtores rurais, que produzem alimento, produzem vida, eles, na lida diária, mesmo com poucos recursos e incentivos, conseguem fazer o milagre do Brasil ser uma potência do Agronegócio”, pontuou. 
 
Luiz Cláudio falou da atuação do Instituto Espinhaço que atualmente está presente em mais de 300 municípios brasileiros. “Nós somos plantadores de esperança, resiliência, propósito, fé, entre outras virtudes que além de belas são sobretudo necessárias”, disse. O presidente do Instituto Espinhaço também destacou a liderança da secretária Andréa Vulcanis na defesa do meio ambiente e a receptividade do Governador Ronaldo Caiado (DEM) para as causas ambientais em Goiás.
 
“O Governo Federal e os Governos Estaduais são ótimos parceiros o Instituto Espinhaço, mas, entre os entes estaduais, a nossa melhor e mais produtiva parceria é com o Governo de Goiás”, elogiou Luiz Cláudio.


 
Parcerias
 
Luiz Cláudio disse ainda que o Juntos pelo Araguaia é um projeto monumental e representa uma forma inteligente de parceria entre Governo e iniciativa privada para alavancar ações de preservação ambiental. Ele defende que, atualmente, a produção agrícola passa por um momento de transformação na qual busca-se produzir mais degradando menos. "O campo é o lugar onde se produz tudo aquilo que a cidade consome. E não é apenas alimentos, é de lá que sai o ar que respiramos e a água que bebemos", concluiu.
 
Em sua fala, a secretária estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, destacou que o Juntos pelo Araguaia é considerado a maior iniciativa de recuperação de bacias do mundo e até o momento já alcançou R$ 43 milhões em investimentos vindos do setor privado. A titular da Semad ressaltou a importância do trabalho dos agricultores para o desenvolvimento do Estado e lembrou que uma das mais importantes características do programa é integrar e valorizar os produtores rurais da região. “Estes homens e mulheres que realizam a atividade agrícola precisam ser honrados e reconhecidos”, enfatizou a secretária.
 
O prefeito de Piranhas, Marcos Rogério, o Chicão (Solidariedade), pontuou que é com muito orgulho que o município integra o projeto Juntos pelo Araguaia e elogiou a atuação do Governo de Goiás, por meio da Semad em parceria com o Instituto Espinhaço, para que o programa se tornasse realidade. "Amanhã nós iremos colher esses frutos e tenho a certeza que a nossa cidade jamais enfrentará problemas como a falta de água", afirmou ao enaltecer a iniciativa.
 
Representando a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tereza Cristina, o diretor substituto de Produção Sustentável e Irrigação, Gustavo dos Santos Goretti, explicou que o Governo Federal tem adotado medidas estratégicas na área de preservação ambiental e que a participação da iniciativa privada é muito importante neste processo. Ele defendeu a participação do produtor rural em projetos como o Juntos pelo Araguaia e ressaltou que, assim, a produção sustentável se torna mais rentável ao produtor. “O plantio de árvores, além de ajudar toda sociedade em seu papel social e beneficia o agricultor que já produz alimentos”, ponderou.
 
Assessor Especial do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Henrique Pinheiro Veiga, disse que as ações do Ministério têm como carro-chefe a agenda de revitalização das bacias hidrográficas com medidas que visam a maior oferta de água, tanto em quantidade quanto em qualidade. Ele defendeu que o produtor rural é peça-chave na execução de políticas públicas de defesa dos recursos hídricos. "Se não cuidarmos da água não teremos desenvolvimento socioeconômico", assinalou.
 
Maria Selma Vilela, represente dos produtores rurais e doadora da área para a implantação do projeto, agradeceu a parceria com o Instituto Espinhaço e elogiou a Semad na condução do programa Juntos pelo Araguaia. Ela afirmou que o projeto é uma prova de responsabilidade e de compromisso com a vida da população de Piranhas e de milhares de pessoas que também serão beneficiadas. "Que o nosso gesto seja transmitido para outras pessoas dessa proposta que demonstra que estamos juntos pela vida e juntos pelo Araguaia".


 
Ao final do evento, foram entregues aos produtores rurais certificados de agradecimento, uma homenagem aos agricultores da região pelas iniciativas de conservação realizadas no âmbito do programa Juntos pelo Araguaia. Por fim, a titular da Semad, Andréa Vulcanis, e o diretor do Instituto Espinhaço, Luiz Cláudio Oliveira, fizeram a entrega simbólica de mudas de árvores do bioma Cerrado aos cidadãos piranhenses.


 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp