23/09/2021 às 18h47min - Atualizada em 23/09/2021 às 18h47min

Piranhas começa a vacinar adolescentes de 16 e 17 anos sem comorbidades contra a Covid-19

Posto de vacinação estará aberto nesta sexta-feira (24), das 7h às 15h. Adolescentes devem estar acompanhados de pai, mãe ou responsável legal

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Reprodução)
A Secretaria Municipal de Saúde de Piranhas (SMS) irá vacinar adolescentes com 16 e 17 anos de idade – sem comorbidades – nesta sexta-feira (24/09), das 7h às 15h, na unidade 4 do programa Estratégia Saúde da Família (ESF 4). O anúncio ocorreu logo após o Ministério da Saúde (MS) retroceder de uma decisão tomada na semana passada, quando a pasta recomendou a suspenção da imunização nessa faixa etária, exceto em casos de comorbidade.
 
Para vacinar os jovens de 16 e 17 anos, o município de Piranhas dispõe, atualmente, de 190 doses do imunizante da Pfizer, suficientes para cobrir 82,25% deste público alvo que, de acordo com dados da SMS, é de 231 adolescentes. Por se tratarem de menores de idade, quem for ser imunizado contra o novo coronavírus precisa, além de apresentar um documento de identificação, estar acompanhado de mãe, pai ou responsável legal. O atendimento será apenas na modalidade pedestre.
 
Vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos
 
Após consulta do Tribuna Piranhense, a SMS informou que Piranhas tem 673 adolescentes de 12 a 17 anos cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS). No último dia 15 de setembro, o Ministério da Saúde havia revisado a recomendação de vacinação deste grupo contra a Covid-19, com exceção para aqueles que tenham deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade. A inciativa veio devido a suspeita de relação da morte de uma jovem de 16 anos em São Bernardo do Campo com a vacina, o que foi descartado no início desta semana por um comitê formado por representantes da pasta e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em coletiva de imprensa, o secretário-executivo do ministério, Rodrigo Cruz, disse que, até o momento, somente o imunizante da Pfizer possui autorização da Anvisa para ser aplicado na faixa etária de 12 a 17 anos. A pasta constatou ainda que, apenas em 0,7% de todas as doses aplicadas em adolescentes no Brasil, foram utilizados imunizantes sem autorização da agência.

“Hoje, o ministério não suspende mais de forma cautelar a imunização em adolescentes sem comorbidades. Essa vacinação tem a aprovação da Anvisa e está liberada pelo ministério. Mostrou-se que, de fato, os benefícios para imunizar esse grupo são maiores que os eventuais riscos de eventos adversos na imunização desses adolescentes”, reforçou.
 
Vacinação em Piranhas
 
Segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), até a tarde desta quinta-feira (23/09) Piranhas já havia aplicado 12.977 doses de imunizantes contra o vírus causador da Covid-19. Destas, 8.068 são primeiras doses, o que representa 87,31% da população vacinável que inclui pessoas a partir de 15 anos.
 
4.909 pessoas já completaram o ciclo vacinal em Piranhas, com a aplicação de duas doses ou dose única, representando 53,12% dos vacináveis.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp