06/10/2021 às 18h38min - Atualizada em 06/10/2021 às 18h38min

Novo partido ‘União Brasil’ nascerá com dois vereadores na Câmara Municipal de Piranhas

PSL e DEM, que tem dois parlamentares eleitos em Piranhas, decidiram se fundir e darão origem a nova legenda que ainda não tem definição sobre o comando dos diretórios estaduais e municipais

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
Adriely Cristina e Claudimir Apolinário (Foto: Montagem/Arquivo/Tribuna Piranhense)
Em convenção conjunta realizada nesta quarta-feira (6/10), em Brasília, integrantes do Democratas (DEM) e do Partido Social Liberal (PSL) oficializaram a fusão entre as duas legendas para criação de um novo partido, o União Brasil, o que impactará diretamente na composição das bancadas da Câmara Municipal de Vereadores de Piranhas. Atualmente, a sigla tem dois parlamentares no Legislativo piranhense: Adriely Cristina Ribeiro Santos (PSL) e Claudimir Apolinário (DEM).
 
Agora, a fusão dos dois partidos aguardará a aprovação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que só deve ocorrer nos primeiros meses de 2022, segundo estimam os Integrantes das duas legendas.
 
Em Piranhas, o diretório do DEM é presidido por Adeídes Ferreira Da Silva. Já o PSL possui apenas uma comissão provisória presidida por Leonardo Boaventura Hellrilg Leite.
 
Procurado pelo Tribuna Piranhense, Leonardo Boaventura – que além de presidente do PSL é casado com a vereadora Adriely Cristina – disse que ainda não há uma definição quanto ao comando do União Brasil em Piranhas. Ele relata que, nos próximos dias, deve se reunir com o presidente do PSL em Goiás, deputado federal Delegado Waldir (PSL), para tratar do assunto.
 
“Ainda não sabemos como ficará a situação em Piranhas. Iremos conversar com o Delegado Waldir e entender como será daqui para a frente”, relatou, Boaventura.
 
Adriely Cristina também afirmou ainda não ter um posicionamento sobre a fusão. “Iremos nos reunir com os líderes do PSL para discutirmos sobre o assunto e, assim que tivermos qualquer novidade, irei me posicionar”, disse.
 
Nossa reportagem também tentou contato com o vereador Claudimir Apolinário e com o presidente do DEM em Piranhas, mas, até a publicação desta reportagem, ainda não havia obtido resposta.
 
União Brasil nasce com impasse pelo comando em Goiás e outros Estados
 
O União Brasil será a legenda com mais deputados na Câmara dos deputados, adotará o número 44 nas urnas, será presidido pelo deputado Luciano Bivar (PSL-PE) e terá o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) na secretaria-geral. Apesar disso, o novo partido já nasce com alguns impasses internos a resolver. A sigla tem três pré-candidatos a presidente em 2022: o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM); o apresentador de TV José Luiz Datena (PSL); e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM). E também há, desde já, disputas para assumir o comando dos diretórios estaduais.
 
Desde o início das negociações, integrantes do DEM e do PSL travam disputas internas pelos comandos das legendas nos Estados. Mas, neste primeiro momento, cada diretório será mantido como está, com representações do DEM e do PSL onde houver diretórios dos dois partidos.
 
A definição sobre o comando do União Brasil nos Estados só tende a ocorrer após o TSE aprovar a fusão.
 
Em Goiás – onde o PSL é representado por 3 deputados estaduais e o DEM por 5 –, o governador Ronaldo Caiado (DEM) é apontado por seus aliados como nome “natural” para assumir o diretório estadual do União Brasil. Mas o deputado Delegado Waldir afirma que o tema ainda será discutido. Waldir diz estar aberto ao diálogo. “Se ele [Caiado] for o presidente, eu sou o vice, por exemplo. Se a secretaria for dele, a tesouraria é minha. Ou vice-versa. Vai ser bem equilibrado o comando do novo partido”, afirmou o deputado.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp