30/09/2014 às 10h32min - Atualizada em 30/09/2014 às 10h32min

Bancários de Piranhas não aderem a greve decretada pelo Seeb-GO

Paralisação começa nesta terça-feira; categoria quer reajuste de 12,5%. Todas as 500 agências do estado não devem funcionar, prevê sindicato.

Jotta Oliveira - Piranhas
Tribuna Piranhense
Bancos atendem normalmente em Piranhas (Foto: Reprodução)

O Sindicato dos Bancários do Estado de Goiás (Seeb-GO) decretou greve por tempo indeterminado em assembleia realizada nesta segunda-feira (29), em Goiânia, porém, em Piranhas, os bancários do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa e Itaú não aderiram a paralisação. De acordo com informações dos próprios funcionários das agências, os atendimentos estão sendo realizados normalmente, incluindo os caixas eletrônicos e postos de atendimentos externos.

Em Goiás, segundo Sérgio Luiz Costa, presidente do Seeb-GO, existem cerca de 500 agências, além de outros 300 postos de atendimento conveniados. Em todas as unidades que aderirem ao movimento, somente os caixas de autoatendimento irão funcionar.

A principal reivindicação da categoria é um reajuste salarial de 12,5%. O aumento de 7,35% oferecido na negociação foi recusado pelos trabalhadores.

Além disso, os bancários também exigem um plano de carreira e melhores condições de trabalho, com o fim de metas consideradas abusivas e a contratação de novos empregados

Em nota, a Associação de Bancos nos Estados de Goiás, Tocantins e Maranhão (Asban), orientou aos clientes que façam o pagamento de carnês e contas utilizando os sistemas de autoatendimento.

Em Piranhas, segundo nos informou um funcionário da agência Bradesco, só haverá paralisação nas atividades se houver interferência Seeb-GO, que pode vir ao município e fechar as agências.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp