30/12/2021 às 18h29min - Atualizada em 30/12/2021 às 18h29min

Com aumento de casos de covid-19 em Piranhas, eventos de fim de ano deverão seguir medidas sanitárias com rigor

Também preocupado com o aumento das ocorrências de síndromes gripais, o Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus reiterou a necessidade dos setores público e privado continuarem com medidas de enfrentamento ao atual cenário pandêmico

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Reprodução)
Após reunião realizada durante a manhã desta quinta-feira (30/12), no Centro Administrativo Orlando Leite Ferreira, o Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus (CMEC) reiterou a necessidade dos setores público e privado de Piranhas observarem as medidas de enfrentamento ao atual cenário pandêmico durante as festividades de réveillon programadas para esta sexta-feira (31/12). A recomendação veio em meio a um aumento de casos ativos de covid-19 e de síndromes gripais nos últimos dias.
 
De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Piranhas tinha 16 pacientes se recuperando da covid-19 até a publicação desta reportagem, tendo um destes evoluído para a necessidade de internação no Hospital Municipal Cristo Redentor, porém sem estado grave de saúde. Alguns casos suspeitos de contágio pelo novo coronavírus aguardam resultados de exames.
 
Com base no boletim epidemiológico divulgado pela SMS no início da tarde da última terça-feira (28/12) – informando 3 ocorrências ativas de covid-19 –, foram confirmados outros 13 contágios em cerca de 48 horas – fato que destoa da situação recente vivida no município, onde chegou-se a zerar o número de novos casos pelo período de cerca de 20 dias.
 
Outra situação que preocupa a Saúde de Piranhas é o aumento da procura de atendimento para pessoas com sintomas gripais. A pasta teme que, caso haja um agravamento do cenário somado as demandas já trazidas com a covid-19, o sistema público de saúde possa voltar a ter um crescimento de demanda semelhante ao observado no primeiro semestre deste ano, quando a pandemia teve o seu pior momento.
 
Nota técnica
 
Com foco nos eventos para a celebração do réveillon que irão ocorrer em estabelecimentos comerciais e em ambientes familiares, o CMEC elaborou a Nota Técnica nº 007/2021 com a participação de órgãos ligados à Secretaria Municipal de Saúde, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), das comunidades religiosas, da Polícia Militar e de representantes de setores comerciais.
 
Segundo a nota técnica do CMEC, o Poder Executivo piranhense e os organizadores de eventos precisam garantir que o decreto em vigência que trata do combate a pandemia do novo coronavírus seja cumprido, com: manutenção do uso obrigatório de máscaras em vias, logradouros e em qualquer estabelecimento público ou privado; manutenção do distanciamento entre pessoas; disponibilização de álcool em gel ou em líquido com concentração de 70% para higienização das mãos; aferição de temperatura; e busca pela não aglomeração excessiva de indivíduos.
 
Réveillon em clubes, bares e outros
 
É recomendado que os organizadores dos eventos criem uma forma de controle de entrada e saída de pessoas nos locais. Além disso, devem ser afixados cartazes com orientações sobre meios de prevenção da covid-19 e sobre os sintomas da gripe e suas complicações.
 
O uso de máscaras é obrigatório para os proprietários e colaboradores durante todo o expediente dos estabelecimentos. Em relação aos clientes, os itens de proteção facial devem ser usados nos momentos em que circularem pelos ambientes.
 
Recomenda-se também que não sejam permitidas danças e que o público permaneça sentado.
 
Por fim, a nota técnica do CMEC solicita que haja uma maior fiscalização por parte da Vigilância Sanitária Municipal, com um maior número de agentes nas ruas.
 
Desde o último dia 1º de outubro, todas as atividades podem funcionar em Piranhas nos horários normais, com toda sua capacidade de atendimento, de domingo a sábado, seguindo o que determina o seu respectivo Alvará de Funcionamento. Bares, restaurantes, lanchonetes, pit dogs e congêneres podem ficar abertos até às 4h da manhã do dia seguinte, com exceção daqueles localizados às margens de rodovias, que estão autorizados a funcionar 24 horas por dia. Shows em locais abertos e fechados e outros eventos em geral voltaram a poder acontecer sem imposição de limite de público presente. Além disso, as unidades de ensino das redes municipal, estadual e particular já operam com aulas presenciais.
 
Mesmo com a liberação total das atividades, Piranhas registrou uma média de menos de uma ocorrência de contágio pelo novo coronavírus por dia (0,52) e não houve novos óbitos relacionados à doença no período. De 1º de outubro – data do início da flexibilização atual – até a publicação desta reportagem, 47 casos de covid-19 foram registrados e nenhuma morte.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp