31/01/2022 às 20h21min - Atualizada em 31/01/2022 às 20h21min

Prefeitura de Piranhas autoriza retorno de aulas 100% presenciais nas redes de ensino privado e público municipal

Escola Maria Esméria, creches e berçários particulares estão autorizados a partir desta terça-feira (1º), enquanto o CMEI Vovó Luíza e as escolas municipais voltam a receber todos os alunos presencialmente no dia 7 de fevereiro

Tribuna Piranhense - em Piranhas
Jotta Oliveira
(Foto: Reprodução)
A Prefeitura de Piranhas mudou entendimento anterior e editou o Decreto Municipal 029/2022 que libera aulas 100% presenciais nas redes privada e pública municipal de ensino. O documento foi assinado pelo prefeito Marco Rogério, o Chicão (Solidariedade), nesta segunda-feira (31/01) após recomendação do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus (CMEC) contida na Nota Técnica 003/2022.
 
Para dar base para a decisão do Executivo piranhense, o CMEC se reuniu na última sexta-feira (28/01) de forma on-line, momento em que deliberou, entre outros temas, sobre o ofício emitido pela diretoria da Escola Maria Esméria, onde foi pedida autorização para iniciar o ano letivo de 2022 com aulas totalmente presenciais na unidade de ensino privado que, em complemento, também apresentou um protocolo de retorno que visa garantir a segurança sanitária de alunos e colaboradores. Além disso, o colegiado apreciou a mesma liberação para creches e berçários particulares.
 
O Comitê analisou ainda a decisão de retomada temporária do regime de aulas não presenciais do 9º ano na Escola Municipal Militarizada Gercina Teixeira, que foi tomada, em conjunto, pelas secretarias de Educação e de Saúde com o objetivo de viabilizar uma sanitização do local. A suspensão da presença de colaboradores em todas as unidades de ensino municipais também foi debatida devido ao crescimento do número de servidores que se contaminaram com o novo coronavírus.
 
Rede privada
 
Considerando as recomendações do CMEC e um parecer da Vigilância Sanitária Municipal que relatou que foram cumpridas todas as medidas do protocolo sanitário em 2021, a Prefeitura de Piranhas decidiu atender ao pedido da Escola Maria Esmeria, liberando o retorno de todos os seus alunos para as salas de aulas a partir desta terça-feira (1º/02), mesma data em que creches e berçários particulares podem voltar a receber crianças.
 
Rede municipal
 
Nas unidades ligadas à Secretaria Municipal de Educação (SME) – incluindo o Centro de Educação Infantil (CMEI) Vovó Luíza e as escolas municipais –, as aulas 100% presenciais também estão autorizadas para todos os anos, porém, somente a partir da próxima semana, no dia 7 de fevereiro (segunda-feira), após a sanitização de todos os prédios.
 
Mudança de entendimento
 
Em 7 de janeiro, foi publicado o Decreto Municipal 014/2022, com a determinação de adiar o retorno das aulas presenciais nos anos iniciais das unidades de ensino público municipal e privado de Piranhas, até o 5º ano. Naquele momento, foram levados em consideração o aumento no número de casos ativos de covid-19 e o fato das crianças de até 11 anos ainda não estarem vacinadas contra o novo coronavírus.
 
“Determina que, até que seja realizada a primeira dose da vacinação do público de 5 a 11 anos (conforme previsão do Ministério da Saúde ocorrerá nos próximos dias), as aulas ocorram de forma on-line. Assim, só após a primeira dose é que poderá ocorrer o retorno das aulas presenciais”, diz o parágrafo 1º do artigo 3º do Decreto Municipal.
 
Contudo, nem o número de casos ativos de covid-19 diminuíram em Piranhas e, até a publicação desta reportagem, menos de 15% das crianças de 5 à 11 anos haviam tomado a primeira dose de uma das vacinas contra o novo coronavírus. A atual nota técnica do CMEC e o novo decreto da Prefeitura não citam as preocupações anteriores.
 
Casos de covid-19
 
Quanto aos casos ativos de covid-19, a tendência seguiu a direção contrária da esperada, com um aumento dos 97 na época para 547 atualmente, tendo 6 destes evoluído para a necessidade de internação, conforme dados do mais recente boletim epidemiológico da SMS. Não existem informações públicas sobre quadros graves em menores de 12 anos que vivem no território píranhense.
 
Vacinação
 
Piranhas iniciou a vacinação do público infantil entre 5 e 11 anos – iniciando pelas de 11 – no último dia 18 de janeiro. Até então, o município já recebeu 180 doses da vacina pediátrica da Pfizer e ainda recebeu autorização da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) para usar 40 doses da CoronaVac que estavam no estoque da SMS no público a partir de 6 anos, já reservando a metade da quantidade para as segundas doses. O município tem 816 crianças desta faixa etária cadastradas no Sistema Único de Saúde (SUS), mas a previsão é que este número seja maior, pois ainda há áreas habitadas que não tiveram informações coletadas.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp