10/11/2014 às 10h54min - Atualizada em 10/11/2014 às 10h54min

Consumidor, aprenda a negociar as suas dívidas

Jotta Oliveira - Piranhas

O Procon Goiás é parceiro do consumidor quanto ao restabelecimento da sua situação financeira e também na educação financeira, auxiliando o consumidor a lidar melhor com o mercado de consumo. Segundo o órgão, com a proximidade do fim do ano, é comum as empresas estarem mais abertas à negociação de dívidas junto aos consumidores para que eles voltem a comprar.

Para aproveitar a oportunidade deste período de renegociação e começar o ano no azul, o Procon alerta que é muito importante ficar atento às “cartinhas” recebidas nesta época do ano. Elas podem não ser a melhor opção de acordo no momento. E exemplifica: Ao receber um acordo de 80% ou até mesmo 95% de desconto, não aceite o acordo imediatamente.

Sugerimos que primeiramente solicite o cálculo no Procon Goiás e avalie se a dívida atualizada pela empresa está correta. Caso contrário, o desconto pode não ser equivalente ao informado no comunicado.

Se de fato a proposta é vantajosa, o pagamento à vista é sempre o mais interessante. Caso não seja possível, procure não prolongar muito a quantidade de parcelas e avalie a situação financeira atual para não comprometer o orçamento com o pagamento do parcelamento. Lembre-se que, em caso de quebra do acordo, a dívida voltará ao valor inicial e a situação financeira poderá se complicar ainda mais.

Aproveitando essa fase de negociação e o interesse das empresas em realizar novas vendas, mesmo que o consumidor não tenha recebido nenhum comunicado da empresa ou banco que possui a dívida, poderá procurar uma das unidades do Procon Goiás para fazer a tentativa de acordo junto ao fornecedor.

Dívida parcelada
Quando a dívida for parcelada e, ocorrendo o pagamento da primeira parcela do acordo, o nome do consumidor deve ser retirado dos cadastros de proteção ao crédito (SPC/Serasa) em até cinco dias, sendo que, diferente de que muitos consumidores pensam, o prazo para exclusão da dívida nesses órgãos é contado a partir da data do vencimento da dívida e não a partir da inclusão no cadastro. No entanto, independente do tempo em que a dívida ficar inscrita no cadastro negativo, sempre é importante quitá-la, pois internamente ela permanece no cadastro da empresa.

Somente no mês de outubro último, o índice de acordos com êxito chegou a 90,62% no Procon Goiás. Foram atendidos 533 consumidores e 483 saíram do órgão com a dívida negociada para pagamento à vista ou parcelada. Para os 439 consumidores que solicitaram primeiramente o cálculo para ter a noção real do valor da sua dívida, foram elaborados 2.302 cálculos, sendo que o número de cálculos de carnês de lojas em atraso chegou a 428. O consumidor que solicitar o cálculo na sede do Procon Goiás, ou nas unidades do Vapt Vupt, poderá receber o resultado por e-mail e o documento original também ficará disponível na unidade, caso seja necessário.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp