25/11/2014 às 14h53min - Atualizada em 25/11/2014 às 14h53min

6 meses depois do assassinato de Danilo José, o suspeito do crime ainda está foragido

Danilo foi morto com cinco tiros no ultimo dia 22 de maio na cidade de Arenópolis. Irmão da namorada do jovem morto é o principal suspeito e continua foragido.

Jotta Oliveira - Piranhas
Tribuna Piranhense
Fernando Alves de Queiroz é o principal suspeito da morte de Danilo e continua foragido (Foto: Arquivo/Polícia Civil)

A Polícia Civil ainda está à procura do principal suspeito de assassinar. com cinco tiros, o jovem Danilo José da Silva, de 22 anos, no dia 22 de maio, na cidade de Arenópolis. De acordo com informações da Polícia, o crime pode ter sido motivado pela não aprovação de um relacionamento amoroso de Danilo com uma jovem e o principal suspeito de ter cometido o crime seria Fernando Alves de Queiroz, irmão da mesma.

Segundo informações do boletim de ocorrência da Policia Militar, Danilo conversava com amigos quando um homem, pilotando uma moto, parou e efetuou dois disparos contra ele. A vítima, após sofrer os primeiros disparos, ainda conseguiu correr e se esconder em uma loja de materiais de construção, porém, o assassino o perseguiu e, dentro da loja, disparou mais três vezes.

Apesar dos disparos contra Danilo terem sido a queima roupa, o jovem ainda foi encaminhado com vida para o Hospital Municipal de Arenópolis, mas, devido a gravidade dos ferimentos, não resistiu e morreu.

Fernando Alves de Queiroz teria matado Danilo devido a não aprovação de sua família ao namoro dele com a irmã Fabiana Alves. Pessoas ligadas a Danilo informaram que algumas discussões já aconteceram entre ele e a família do suspeito sobre o relacionamento da vitima com Fabiana e, devido Danilo não ter se afastado da jovem, Fernando teria resolvido matá-lo. De acordo com a Polícia, Fernando possui uma extensa ficha criminal, com diversos crimes.

Fernando se tornou o principal suspeito de ter matado Danilo, após a Polícia ter acesso à imagens do circuito de segurança da loja de materiais de construção onde a vítima recebeu os últimos três disparos. Apesar de ter cometido o crime de capacete, policiais e testemunhas identificaram o autor como sendo Fernando Alves de Queiroz, que após o crime, fugiu e até o momento não foi localizado, realizam buscas em toda a região na tentativa de localizá-lo.

A Polícia Civil pede para quem identificar Fernando Alves de Queiroz, ligar imediatamente para as polícias Civil ou Militar. O denunciante não precisa se identificar e pode entrar em contato a qualquer hora.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp