11/12/2014 às 11h17min - Atualizada em 11/12/2014 às 11h17min

Em Piranhas, 28% dos inclusos no Bolsa Família podem perder benefício

Motivo é o não comparecimento a postos de saúde para acompanhamento. Titulares, crianças, mulheres e gestantes têm que ir às unidades até dia 29.

Jotta Oliveira - Piranhas
Tribuna Piranhense
Beneficiários do Bolsa Família precisam levar o cartão para fazer procedimento (Foto: Jocélio Oliveira)

Mais de 28% dos 703 beneficiários do programa Bolsa Família podem ter o benefício suspenso, em Piranhas. O motivo é que eles ainda não compareceram a unidades de saúde para realizar o acompanhamento semestral, que é obrigatório para os participantes do programa. Os beneficiários têm até o dia 29 de dezembro deste ano para passar pelo procedimento.

Devem ir às unidades de saúde o titular do cartão, as crianças de 0 a 7 anos, mulheres até 44 anos e gestantes. “Até agora, cerca de 500 famílias procuraram as unidades de saúde para realizar os procedimentos necessários. Lá elas vão ser pesadas, medidas. O cartão da criança tem que ser levado, vai ser conferido se as vacinas estão em dia e, da mesma maneira, o cartão da gestante”, explica o responsável por cadastrar as informações do Bolsa Família na Secretaria Municipal de Saúde, Cleide Tinan dos Santos.

Tinan lembra ainda que, a meta estipulada pelo Ministério da Saúde, é de que pelo menos 85% das famílias beneficiadas pelo Bolsa Família sejam acompanhadas. “Estamos com um trabalho intenso de busca e orientação destas famílias para que eles possam manter o seu benefício. O Governo Federal é claro. Quem não cumprir os compromissos firmados vai ter o beneficio suspenso”, alerta Cleide Tinan.

O procedimento pode ser feito em qualquer posto de saúde do município. O objetivo do acompanhamento é garantir a saúde da população. “A criança que for detectada que o cartão de vacina não está em dia não vai ter o benefício bloqueado, mas o cartão será colocado em dia, aquelas que estiverem desnutridas serão encaminhadas, as mulheres que forem identificadas como gestantes vão iniciar o pré-natal. O Bolsa família é vinculado à Saúde justamente para que a gente possa garantir a saúde da população", garante Vanessa Oliveira, coordenadora da Atenção Básica da Secretaria da Saúde.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp