12/12/2014 às 07h32min - Atualizada em 12/12/2014 às 07h32min

Estado abre 6,7 mil vagas em concursos até o fim de 2015

De O Popular

De 13 concursos anunciados em julho para estarem com editais prontos dois meses depois, o governo do Estado vai conseguir liberar apenas quatro até o final deste ano. Os demais, segundo a Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), devem ser publicados no decorrer do primeiro semestre de 2015 - mas, por enquanto, sem data específica. A intenção, apesar do atraso em alguns editais motivado por questões burocráticas envolvendo a contratação das instituições responsáveis pela elaboração dos certames, é conseguir realizar todos durante o ano que vem.

Já estão com as inscrições abertas os concursos para o cargo de agente prisional e da Polícia Técnico-Científica, que se dividiu em dois processos: um para os cargos de perito criminal e auxiliar de autópsia e outro para médico legista. As provas serão aplicadas em fevereiro. Além destes, está prevista para hoje a publicação do edital do concurso da Polícia Civil, para o cargo de papiloscopista, e, na próxima sexta-feira (19), será liberado o último edital do ano, que é do concurso da Universidade Estadual de Goiás (UEG), para os cargos de assistente e analista.

Ao todo, o número de vagas chega a 6.730, somando os 13 certames. O maior dos concursos é o da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), que deve ofertar 4.582 vagas. O edital, conforme apurou O POPULAR já está pronto e em análise na Procuradoria Geral do Estado (PGE), mas aguardando uma decisão do governo, cujo teor e assunto a reportagem não teve acesso. Especula-se nos corredores do Palácio que seja algo relacionado ao número de vagas ou alguma consequência decorrente da reforma administrativa.

Outros editais poderiam ter sido liberados este ano, não fosse a burocracia e os entraves nos processos de contratação das instituições. A publicação só pode ser feita depois de contrato assinado, empenhado e outorgado. A maioria dos editais desses concursos já foi elaborada pela Escola de Governo Henrique Santillo. Além dos três referentes aos certames com inscrições abertas e ao da Seduc, já se encontra também na PGE para análise jurídica o edital do concurso do Procon.

Esperava-se inclusive que o edital do Procon fosse liberado ainda este ano, já que a empresa contratada para realizar o concurso é a mesma dos que já tiveram os respectivos editais publicados: a Fundação Universa, de Brasília (DF). Em alguns cursinhos de Goiânia, conforme levantou O POPULAR, turmas específicas para estudar para o Procon, chegaram a ser ofertadas, na esperança de que o edital fosse liberado logo. A previsão, segundo a Segplan, é de que o concurso, que vai oferecer 70 vagas para cargos de técnico, analista e fiscal, será o primeiro a ser consolidado no ano que vem. A publicação deve ocorrer em fevereiro.

Além do Procon, Polícia Técnico-Científica (SPTC) e Secretaria de Estado da Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus), a Fundação Universa vai se responsabilizar também pelos concursos da Polícia Civil (papiloscopistas), UEG e Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg). Os demais ainda estão em fase de licitação e devem ser realizados pelo Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás (UFG), inclusive o da Seduc. A Segplan não consegue ainda estipular uma previsão de quando os contratos serão outorgados, mas a expectativa é que, assim que eles forem celebrados, os editais serão publicados de imediato. A ideia, no próximo ano, é fazer uma publicação a cada 15 dias, pelo menos.

Procura

A procura nos cursinhos já aumentou nos últimos dias, em razão dos concursos que estão com as inscrições abertas. Segundo o professor e coordenador do Tese Concursos, Pedro Galvão, o interesse maior tem sido pelo cargo de perito criminal, que exige curso superior em qualquer área de atuação e o salário é o mesmo de médico legista: quase R$ 8 mil.

“Embora seja mais concorrido e difícil (o cargo de perito), porque o conteúdo é muito extenso, o salário é atraente e a carreira também é interessante. Ela é diversificada, com trabalhos internos e externos. Não fica só na parte burocrática da repartição. Isso gera expectativas no candidato. Mas a gente não pode esquecer, claro, que o que atrai mesmo é a estabilidade. Todo candidato de concurso público deseja primeiro a estabilidade”, afirma Galvão.

O Tese Concursos está com duas turmas cheias, que se preparam exclusivamente para o concurso de perito, que ofertará 250 vagas. As aulas vão acontecer até o dia 7 de agosto, um dia antes da prova, com folgas apenas nos dias 25 e 31 de dezembro. O conteúdo é composto por 18 disciplinas.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp