16/12/2014 às 18h48min - Atualizada em 16/12/2014 às 18h48min

Após aprovação, reforma administrativa começa no executivo piranhense e secretários devem ser exonerados

Prefeito André Ariza anuncia Edilene Santos para a Secretaria de Controle Interno.

Jotta Oliveira - Piranhas
Tribuna Piranhense
André Ariza deve exonerar todos os seus secretários até o fim do ano (Foto: Jairo Câmara)

Os vereadores da Câmara de Piranhas aprovaram em sessão da ultima quinta-feira (11/12) projeto de reforma administrativa da Prefeitura municipal, prevendo a redução das atuais 11 para 7 secretarias na estrutura de governo. A medida havia sido proposta pelo prefeito André Ariza (PP) visando promover uma economia de aproximadamente R$ 700 mil nas contas públicas nos dois anos que restam da sua atual gestão.

Apesar das críticas citadas nos “corredores” do governo, proferidas até por aliados, devido à previsão de corte no número de servidores comissionados e de extinção de secretarias, a reforma administrativa foi aprovada pela unanimidade dos vereadores.

Segundo o prefeito André Ariza, os vereadores admitiram a necessidade de um “enxugamento” da máquina pública diante do prognóstico de queda na arrecadação municipal nos próximos anos. “Todos entenderam a necessidade, até porque, a tendência de queda não é só aqui, é no país inteiro”, resumiu o prefeito.

Com a reforma administrativa, passará a existir somente as Secretaria Municipal de Controle Interno, Secretaria Municipal de Administração e Gestão, Secretaria Municipal da Fazenda, Secretaria Municipal da Educação, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Outra mudança foi a redução de 64 para 49, no número de servidores comissionados da Prefeitura. Com o corte, a administração deixará de gastar mais de R$ 200 mil no exercício fiscal de 2015. Ao final dos dois anos da gestão, serão economizados mais de R$ 700 mil, R$ 373.667,84 por ano.

Exonerações devem continuar em 2014 e devem atingir o alto escalão

O prefeito André Ariza, exonerou 43 funcionários comissionados no início de dezembro. A justificativa foi a de balancear as contas da administração, cumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal. Horas extras e funções gratificadas de funcionários concursados também foram cortadas.

Segundo o prefeito piranhense, até o final de dezembro irá acontecer exonerações de todos os secretários e, de acordo com André, só acontecerão nomeações que realmente sejam fundamentais para o funcionamento da máquina pública.

Controle Interno é a única com escolha definida para 2015

André Ariza anunciou somente a escolha de um de seus secretários. Trata-se de Edilene Santos Lima Faria, que ocupará a pasta do Controle Interno. Edilene é servidora efetiva, além de ser contadora e ter a confiança declarada do chefe do executivo piranhense.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp