23/01/2015 às 15h07min - Atualizada em 23/01/2015 às 15h07min

Atendimento do 190 da PM de Piranhas é alvo de reclamações da população

Jotta Oliveira - Piranhas
Tribuna Piranhense

Um dos desafios do novo comando da Policia Militar de Piranhas, é melhorar o atendimento do serviço 190. É que são muitas as reclamações de quem precisa de socorro e não consegue contato.

Internautas tem entrado em contato com o Tribuna Piranhense e relatado que a falta de atendimento no 190 acontece em todos os períodos do dia. Um destes leitores relata que presencia, rotineiramente, vários condutores realizando manobras proibidas, no período noturno, perto da casa onde mora, no Setor Morada Nova, e, por diversas vezes, ligou para a PM e o telefone tocou até a ligação cair.

“O Setor Morada Nova recebe poucas visitas das viaturas da PM e, quando ligamos, ainda não nos atendem. Ai fica difícil se sentir segura”, relata uma moradora.

As reclamações quanto ao atendimento de emergência da Polícia Militar não são recentes. O desafio do Sargento Messias, novo comandante da PM de Piranhas, já foi o de muitos outros que comandaram o batalhão.

A dificuldade apontada pela PM é o baixo efetivo. Durante os últimos anos, quando existe a necessidade de mais policiais na rua, o pelotão acaba ficando sem atendimento.

Atendimentos

De janeiro a dezembro do ano passado, a Polícia Militar de Piranhas realizou cerca de 2.500 atendimentos pelo serviço de emergência da corporação, o telefone 190. Em média, foram cerca de 7 ocorrências atendidas diariamente.

O número de atendimentos realizados pela corporação em 2014 correspondeu a mais de 22% da população do município, estimada em mais de 11.3 mil habitantes, conforme último levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Um fato que chamou a atenção no ano que passou foi a quantidade de acidentes de trânsito atendidos durante o mês de novembro. Segundo a PM, foram registrados 14 casos em um período de trinta dias.

Outro motivo de preocupação é a de que cada 10 atendimentos realizados pela PM em 2014, mais da metade representaram uso indevido do serviço de emergência e o chamado “trote”.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp