10/02/2015 às 09h24min - Atualizada em 10/02/2015 às 09h24min

Bom Jardim de Goiás forma mais uma turma de alunos do Cotec

Jotta Oliveira - Piranhas
A iniciativa tem o apoio Pronatec (Foto: Reprodução)

Realizado no último dia 30 mais uma formatura de alunos do Colégio Tecnológico (Cotec) de Bom Jardim de Goiás. A solenidade, organizada pelo prefeito Cleudes Bernardes da Costa “Baré” e pela primeira-dama Eliene Magalhães, contou com a presença de representantes de entidades parceiras do programa, como a Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) e a Secretaria e Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.

A iniciativa também tem o apoio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Ao todo, 645 diplomas de 40 cursos, entre eles de cuidador de idosos, cabeleireiro, programador de web e porteiro, foram entregues. Além da cerimônia de formatura, o governo municipal também ofereceu um jantar para mais de mil pessoas.

O Cotec de Bom Jardim de Goiás foi o primeiro Colégio Tecnológico de Goiás. Ele é oriundo da Unidade de Desenvolvimento de Ensino Profissional (Udep), instituição inaugurada há oito anos no município. À época, apenas 12 alunos participavam do programa. Atualmente, 450 estudantes estão matriculados e mais de cinco mil pessoas já se formaram para o mercado de trabalho, o que Cleudes Baré considera um marco para um município pequeno, com menos de 10 mil habitantes.

Os cursos são gratuitos e os alunos recebem todo o material didático. No ano passado, além do custeio do Colégio, o governo municipal ofertou quase R$ 1 milhão para alunos e professores. Eles recebem, respectivamente, R$ 3 hora/aula assistida e R$ 50 hora/aula ministrada.

Para o prefeito de Bom Jardim de Goiás, Cleudes Bernardes, essa é uma maneira de incentivar a presença em sala de aula. “As pessoas recebem um auxílio para que, mesmo com as dificuldades, continuem estudando e em busca de um futuro melhor”, ressaltou. Cleudes afirma que o Cotec é importante não só por investir na qualificação profissional, mas principalmente por melhorar a autoestima das pessoas. Além da formação de mão-de-obra e da geração de empregos diretos, os cursos profissionalizantes possibilitam o fomento da economia local.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento Tribuna Piranhense
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp