29/04/2015 às 17h55min - Atualizada em 29/04/2015 às 17h55min

Foragido do presídio de Iporá é preso usando documento falso em Mato Grosso

Com informações do Araguaia Notícia
Tribuna Piranhense
Leir Nunes Custódio fugiu do presídio de Iporá (Foto: Divulgação/Polícia)

Um homem foragido da Justiça do Estado de Goiás foi preso, pela Polícia Judiciária Civil, no município de Água Boa (MT), na tarde de terça-feira (28/04). O procurado, Leir Nunes Custódio, de 43 anos, estava com o mandado de prisão em aberto deste o ano de 2012, após fugir do presídio de Iporá (GO), onde cumpria pena por tráfico de drogas. As investigações realizadas pela equipe do Núcleo de Inteligência (NI), da Delegacia Regional de Água Boa, apuraram que, após a fuga, o criminoso passou a residir no interior de Mato Grosso.

O serviço de inteligência da Polícia Civil identificou que o suspeito estava praticando o crime de falsidade ideológica, utilizando documentos pessoais falsos, de nome Lauir Gomes da Silva, a cerca de dois anos, período em que licenciou um veículo Gol.

Ainda durante a investigação, foi verificado que o acusado foi preso outras duas vezes, sendo uma em Barra do Garças (MT) e outra na cidade de Ribeirão Cascalheira, também em Mato Grosso, e utilizou o documento falso, para, novamente, enganar a Justiça.

Com base nas informações, policiais civis realizaram diligências e conseguiram localizar o investigado. No momento da abordagem policial, Leir apresentou a cédula de identidade falsa, com nome de Lauir Gomes da Silva. Ele foi preso em flagrante pelo crime de uso de documento falso, além de ser dado cumprimento ao mandado de prisão.

De acordo com a delegada de polícia, Luciana Batista Canaverde, Leir foi encaminhado ao presídio de Água Boa onde aguardará julgamento pelos crimes de uso de documento falso e falsidade ideológica, e, posteriormente, cumprirá a pena remanescente do Estado de Goiás.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunapiranhense.com/.
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp