05/05/2015 às 10h39min - Atualizada em 05/05/2015 às 10h39min

Vistoria agora, só fora do Detran

Cronograma para terceirização de serviço prevê lojas em Aparecida nos próximos dias e na região metropolitana e Anápolis na próxima semana.

De O Popular
Local onde era feita vistoria gratuita no Detran-GO, em Goiânia, estava vazio ontem (Foto: Reprodução/O Popular)

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) espera concluir, em 60 dias, o processo de terceirização da vistoria técnica e ótica. De acordo com o diretor de Operações do órgão, coronel Sebastião Vaz, o Detran-GO já acertou com a empresa Terceira Visão/Sanperes, um cronograma para implantar o serviço tarifado, iniciado ontem em Goiânia, nas demais cidades do Estado.

“Apesar do edital estipular um prazo de 90 dias a partir da ordem de serviço, que foi assinado na semana passada, no máximo em 60 dias vamos estar com as 100 lojas previstas, montadas em 84 cidades”, afirmou Vaz. Sem informar uma data, o diretor diz que está previsto ainda para esta semana a implantação do serviço terceirizado em Aparecida de Goiânia, onde está a segunda maior frota do Estado.

Em Aparecida, o ponto voltado para o atendimento de veículos menores deverá ser montado no condomínio Cidade Empresarial, onde fica o Ciretran do município vizinho. O Detran estuda ainda a implantação de uma terceira unidade, no mesmo condomínio.

Para a semana seguinte, a expectativa e fazer o mesmo em todas as cidades da Região Metropolitana e Anápolis. “Só aí já corresponde a 55% da frota”, diz o diretor de operações.

De acordo com o cronograma, em um prazo de 45 dias a Terceira Visão deverá priorizar as demais 15 maiores cidades do interior, incluindo Rio Verde, Catalão e municípios do Entorno do Distrito Federal, somando 80% da frota. Após isso, o processo de terceirização segue para as cidades menores.

No entanto, Vaz admite que o processo ainda esbarra em questões técnicas em algumas cidades, como a falta de link de internet ou da nota fiscal eletrônica. “A empresa só não abriu em Aperacida hoje porque a Secretaria Municipal da Fazenda não disponibilizou a nota fiscal eletrônica”, disse o diretor.

Início

O início oficial da terceirização do serviço de vistoria veicular nas cinco lojas em Goiânia pegou muita gente de surpresa, na manhã de ontem. A mudança foi confirmada por meio de anúncio durante o final de semana prolongado, mas não evitou que proprietários de veículos formassem uma fila na porta do órgão, por volta das 6 horas. O serviço que antes era gratuito agora tem taxa de R$ 117,66 e usuários reclamaram da mudança.

A secretária Vanilda Ferreira da Conceição, de 46 anos, chegou ao Detran às 6h30, mas às 12h45 ainda aguardava a finalização do processo de vistoria na Terceira Visão da Avenida Altamiro de Moura Pacheco. “Eu não sabia da mudança. Fui informada do novo procedimento e encaminhada até uma fila para poder imprimir a DUA. Depois fui ao banco, voltei para fazer o agendamento. Além de pagar R$ 117, você ainda tem o transtorno de ficar indo e vindo”, reclamou.

O empresário Jailson Ferreira, de 49, também procurou o Detran pouco antes das 7 horas e conta que a fila chegou a ser formada em frente aos antigos boxes de vistoria, mas depois funcionários da Terceira Visão começaram a distribuir panfletos explicativos e encaminhar os condutores a um ponto de atendimento montado dentro do órgão. Às 12h43, ainda aguardava o laudo da vistoria.

A coordenadora de Treinamento e Administração do Sistema da Terceira Visão, Stella Monteiro, negou o atraso no atendimento agendado e disse que o tempo médio estava em torno de meia hora.

 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp