13/05/2015 às 07h50min - Atualizada em 13/05/2015 às 07h50min

Bovino e bubalino registram aumento médio de 4,92%

Jotta Oliveira - Com informações do Goiás Agora
Tribuna Piranhense

Entrou em vigor nesta terça-feira, dia 12, nova pauta de valores referenciais para cobrança do ICMS de bovino e bubalino para abate. Levantamento da Coordenação de Pesquisa Mercadológica da Gerência de Informações Econômico-Fiscais (Gief) da Secretaria da Fazenda aponta que houve aumento médio de preços de 4,92% para os dois grupos de gado destinado ao abate, conforme média de preço apurada nas últimas quatro semanas deste ano.

O gado bovino para abate, fêmea, de 13 a 24 meses, passou de R$ 1.503,39 para R$ 1.577,43 a cabeça, enquanto o macho de mesma idade subiu de R$ 2.390,21 para R$ 2.522,71 a cabeça. O gado bubalino, também para abate, fêmea, de 25 a 36 meses, registrou alta de R$ 1.470,98 para R$ 1.534,37 a cabeça, enquanto o macho de mesma idade passou de R$ 2.339,74 para R$ 2.454,96 a cabeça.

A nova pauta consta na Instrução Normativa nº 030/15 da SRE, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de segunda feira, dia 11, e no site www.sefaz.go.gov.br  nos menus legislação/legislação tributária/normas recentes e serviços/pauta de valores referenciais do ICMS/consulta/demais mercadorias por grupo.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Fale com o Tribuna Piranhense
Fale conosco pelo Whatsapp